Login  Recuperar
Password
  25 de Agosto de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Google Plus Siga a nossa página Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Picasa Siga-nos no YouTube Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cultura
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Jovens Lobos da Boavista organizam Wolf Rock Fest

A segunda edição do Wolf Rock Fest regressa já a 6 de abril à Boavista por iniciativa de um grupo de jovens, responsável por um novo festival de rock em Alcobaça.

02-04-2019 | Paulo Alexandre

A primeira edição realizou-se em 2018 e levou ao palco da Associação Recreativa da Boavista as bandas Bad! e The Shrink Age e o duo de djs Feiticeiros do Rock (composto por Lourenço Sousa e pelo entretanto falecido Carlos Tinta).
O êxito da estreia levou o mesmo grupo de jovens lobos boavisteiros a lançar-se na organização da II Wolf Rock Fest, que se realizará novamente na Associação da Boavista (Alcobaça), a 6 de abril, às 22 horas.
As bandas em palco serão 3: Horse Head Cutters, Icarus e Hermosa beach. Estará também em palco o DJ Lorenzini, registando-se este ano a estreia de um espaço de tatuagens no recinto do festival, onde estará novamente situada uma banca de venda de merchandising do próprio evento.
A II Wolf Rock Fest é apadrinhada por Fernando Ribeiro, o prestigiado vocalista e letrista dos Moonspell, figura maior do heavy metal mundial.
Horse Head Cutters - "Cinco anos depois de terem editado o primeiro Ep" Slaves Of Sound" os leirienses Horse Head Cutters voltam a prendar a nação com novo registo em 2018. O novo registo intitula-se "Glam Hooves" e é uma edição de autor. Intensos, energéticos, possantes e aguerridos, os Horse Head Cutters são tudo menos aborrecidos e conseguem provar que o rock está vivo e bem vivo através das dez músicas estonteantes que compõem "Glam Hooves", um registo em plena ebulição capaz de despertar o mais adormecido dos sentidos. A capacidade de execução técnica dos quatro elementos da banda é bem notória, mas o trunfo encontra-se na peculiar e exuberante expressividade vocal de Z. Mutt, dono de um registo dinâmico com tanto de louco como de surpreendente, capaz de se metamorfosear de uma forma tão natural.
Ao abrir da cortina, logo após a marcante entrada da bateria, a grotesca voz de Z. Mutt anuncia "There's something in the air" e a primeira revelação é então feita através da misteriosa progressão de "Twisted Twinkle", um extraordinário "cartão de apresentação". Ao longo do registo as inevitáveis referências musicais da banda vão-se sucedendo e facilmente se associam com momentos que percorrem todo o caminho desde os primórdios mais dark do rock dos Black Sabbath, atente-se em "Astonishing Madness", ate à estrutura estética de Marylin Manson, em "Love Against Love", sem esquecer o Blues Rock Dos, espante-se aqui a semelhança, Big Brother and The Holding Company com a mítica Janis Joplin, em "Don't Leave Me", enquanto "Dark Melody" remete aos tempos mais bravos dos Guns 'n Roses. "Chained To Love" foi single escolhido para representar o registo e no final pode-se mesmo afirmar que os Horse Head Cutters são uma clara ameaça para todos aqueles que hoje afirmam que o Rock está morto e sem expressão. É óbvio que quem o afirma ainda não se cruzou com este álbum... "
Icarus - A caminho do segundo E.P, o som deste trio originalmente formado por Filipe Garcia (guitarra/voz), Rui Silva (bateria) e Wilson Rodrigues (baixo), reflete uma musicalidade sem qualquer tipo de compromisso musical. A frágil agressividade das suas letras e voz, espelham a vida real sem preciosismo nem ídolos. A paisagem sonora não é de fácil catalogação devido a influências díspares, mas com uma presença sonora punk hardcore ou rock alternativo.
Hermosa Beach - Formada no verão de 2015, Hermosa Beach é uma banda de punk rock cantado em português.
O nome tem a sua origem de uma cidade californiana de onde saíram grandes nomes do punk rock mundial.
Constituída por Jardel Carlos na voz, João Bujaca na guitarra, Pedro Slaughter no baixo, Alex Carvalho na bateria e João Figueiredo na guitarra.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Booking.com
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar

      Turismo de Coruche

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]

      [Titulo] [Titulo]

      [Inserir descrição]